Category Archives: Festivais

Festivais

Principais Festivais de cinema do segundo semestre

Published by:

O segundo semestre promete muita noites com refrescos e pipoca em Portugal, os festivais de cinema começam a esquentar com a chegada do outono em terras lusitanas, as grandes cidades do país hospedarão dezenas de festivais para todos os gostos, desde os mais alternativos aos mais comerciais. Certamente muitos dos espectadores de filmes também se divertiram muito fazendo suas apostas em giros grátis 2018, acesse para divertir-se enquanto espera o início dos festivais de cinema do segundo semestre do ano.

Veja aqui a lista das principais mostras de filme e não perca nenhuma sessão.

LEFFEST (Lisboa e Sintra)

Realizado há mais de 12 anos o festival já tradicional, sempre aposta na inovação para criar novas perspectivas e sempre surpreender seu público, o diferencial do LEFFEST e outros festivais e a participação popular nas exibições, após a exibição de filmes é aberto um debate entre críticos, diretores e o público. A mostra reúne o que há de melhor na produção filmográfica nacional e estrangeira.

Cinanima (Lisboa e Porto)

Um dos principais festivais de animação de Portugal, foi fundado em 1976, desde então a mostra reúne os principais nomes da arte da animação de todo mundo, é um dos principais veículos de divulgação de nomes da animação em território português, porém o principal  atrativo da mostra é o prêmio oferecido pelo júri do festival, que além de colocar em destaque a obra, faz com que os principais ganhadores estejam classificados para o principal festival de animação europeu, o “cartoon D’or”, realizado pela Cartoon network.

DOCLISBOA (Lisboa)

Festival voltado à produção documental, reúne os grande realizadores da área. Debates sobre temas relevantes da atualidade voltados à questões sociais ou existenciais são o foco dessa mostra que procura abranger um grande leque de produções. O enfoque na denúncia da desigualdade passando por banalidades do dia a dia vista pelas lentes documentais faz do festival um dos principais para aqueles amantes da sétima arte.

Olhares do Mediterrâneo – Cinema Feminino (Lisboa)

O evento ocorre entre 27 e 30 de setembro, focado totalmente na produção de filmes de diretoras mulheres, oriundas da costa mediterrânea, como o próprio subtítulo do festival atesta, é a visão do feminino no mundo que as lentes dessas diretoras procuram capturar dentro da perspectiva geográfica que as cerca, trazendo reflexões e denúncias é uma mostra indispensável para aqueles que se preocupam com a questão da mulher na atualidade.

QUEER LISBOA (Lisboa)

Outro festival com forte apelo social, voltado à comunidade LGBTTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transgêneros e Intersexos), é o festival “Queer Lisboa” que realiza uma reflexão sobre a representação dos papéis de gênero nas grandes telas do cinema, e a pluralidade da comunidade homossexual não apenas em Portugal, como também em outros países lusófonos e não lusófonos.

Apesar de parecer um festival de cinema inovador (e sê-lo, de fato), este festival direcionado à comunidade LGBTTI é o mais antigo da cidade de Lisboa, datando do ano de 1997.

A capacidade de criação narrativa em volta da questão de gênero é um dos pontos fortes dessa mostra.

Festivais

Festival de Filmes em Portugal 2017

Published by:

Os festivais de filmes são eventos imperdíveis que permitem que você possa assitir a grandes filmes trazendo mais cultura e entretenimento para a população. Vamos falar um pouco sobre os principais festivais de cinema que ocorreram em Portugal recentemente, portanto, vale a pena ficar ligado para as próximas edições.

Cinanima 2017

Para você que gosta de filmes de animação o Cinanima foi um evento que mostrou o que há de melhor neste setor tão amado pelos fãs do cinema. O filme “A Abençoada Morte Acidental” (uma animação romena) foi a grande vencedora da 41ª edição do Cinanima. A história do curta metragem mostra a vida de um homem que fala a respeito da infância e sua casa lembrando fatos importantes.

O Cinanima também oferece sessões especiais para a família com grandes amostras cinematográficas. Vale a pena conferir a programação e fique atento aos horários e dias.

Este festival de filmes também proporciona competições entre curtas e longa metragens provenientes de vários países, ou seja, são chances excelentes para você conhecer um pouco a respeito da cultura em geral e apreciar a arte cinematográfica. São dezenas de filmes que concorrem ao prêmio máximo destas categorias e os juízes tem a difícl tarefa de escolher os melhores.

Não só de filmes vive o festival Cinanima. Você conhecerá o livro “O Mistério do Quarto Escuro” da autora Mariana Bento. Este é um livro voltado para o público infantil e que narra com maestria a história do cinema. É muito bom ensinar as crianças um pouco a respeito da arte cinematográfica.

O festival também fez uma homenagem ao importante animador português Artur Correia. Ele é um ícone do cinema e já ajudou a formar vários jovens para trabalhar nesta arte. Você poderá assitir a um grande sucesso dele como “São horas meninos”, entre outros.

Uma dica super importante: já está disponível para IOS e Android o aplicativo Cinanima. É uma boa ideia que você faça o download e fique por dentro das novidades e o que está acontecendo neste importante festival. Agora você não tem mais desculpas para não ficar por dentro dos detalhes de um dos melhores festivais de cinema de Portugal.

Festivais

Ovarvídeo Grande Prémio para Tiago Pereira

Published by:

«Sonotigadores de Tradições» foi o título da obra vencedora da oitava edição do Festival Nacional de Vídeo de Ovar. Um filme que junta uma menina e um copo, esquecido por extraterrestres.

O Grande Prémio da oitava edição do Festival Nacional de Vídeo de Ovar, no valor de cinco mil euros em material audiovisual, foi atribuído ao filme «Sonotigadores de Tradições», de Tiago Pereira. A obra premiada é uma curta metragem de 20 minutos passada no Castelo do Mogadouro, cenário escolhido pelo realizador para aventuras de uma menina que bebe e de um copo perdido por extraterrestres.

O galardão do Ovarvídeo 2003 na área do documentário, no valor de mil euros, foi atribuído a «Teatro de Sonhos» de Rui Simões, uma obra sobre o trabalho desenvolvido por um grupo de psicodrama (ou teatro terapêutico) e que envolveu doentes-actores do Hospital Psiquiátrico Júlio de Matos.

Os prémios de ficção e animação, também no valor de de mil euros, foram atribuídos a «Low Radiation» – um vídeo-clip dos Starlux, realizado por Rafael Lopes – e a «O Paciente», de Pedro Brito, uma história em torno de um paciente, «D», que acorda manicómio num estado incapaz de encontrar as respostas que lhe permitem «o entendimento da camisa-de-forças».

«O Nono Andar», de Hugo Guerra, recebeu um prémio especial do júri formado por Luciana Fina, António Forte e José Vieira Mendes, no valor de 500 euros. As preferências do público foram para a obra «O Zé dos Pássaros», de Silvino Fernandes e Paulo Sousa, que receberam assim o prémio do Público/FNAC.

Festivais

Cinanima Programação Estreou-se na Longa-Metragem

Published by:

A organização do Cinanima apostou pela primeira vez em filmes de longa duração, mas procura novos mecenas.

A 27ª edição do Cinanima deu os primeiros passos na área das longas metragens, à margem dos filmes a concurso no festival. O público teve assim oportunidade de assistir a obras com ante-estreia absoluta em Portugal na sua quase totalidade.

Foi esse o caso de «The Wild Thornberrys Movie», uma produção conjunta da Nickelodeon com a Paramount Pictures, que estende para formato longo a série de animação com o mesmo nome, tal como tinha sido já experimentado com sucesso com as crianças de «Rugrats». Mas também de obras com conteúdo mais adulto, como «O Século Animado» de Adam Snyder e Irina Margolina e – numa novidade saudada por todos os fãs do esotérico marinheiro de brinco na orelha – de «Corto Maltese, La Court Sécrete des Arcanes» de Pascal Morelli.

Este ciclo de filmes de longa duração, organizado em parceria com a Lusomundo, pretende continuar nas próximas edições do festival de Espinho. Para os organizadores, esta foi uma experiência piloto com bons resultados, que se pretende estender logo que seja também retomado, nos eventos futuros, o apoio do ICAM ao festival interrompido este ano.

A importância do surgimento e envolvimento de outros mecenas foi também salientada pelos organizadores. Em declarações à comunicação social, Manuela Lima afirmou que «o cinema de animação português tem pernas para andar» mas «é importante que surjam novos mecenas e que o Instituto do Cinema, do Audiovisual e do Multimédia continue a dar o apoio merecido».